Carregando...

0 Localizações encontrados perto de você

    Encontre uma aula

    Não podemos ver nenhum resultado para essa pesquisa. Dica: tente usar o nome da cidade mais próxima.

    Todas as Aulas
    Voltar para o mapa

    Nenhum resultado

    Não podemos ver nenhum resultado para essa pesquisa. Dica: tente usar o nome da cidade mais próxima.

    Atração & Retenção

    Como conectar os laços sociais com a tecnologia

    Cada vez mais valorizamos os laços sociais e vemos que eles serão insubstituíveis. Mas, será que é possível encontrar uma sinergia entre conexões humanas e tecnologia? Como as aulas virtuais e on demand irão “conversar” no pós covid?

    Les Mills Brazil

    Temos visto inúmeras reportagens falando sobre o aumento no uso dos aplicativos fitness e pesquisas afirmando que treinar em casa será uma realidade cada vez mais presente no dia a dia do aluno.

    Com toda a certeza, fazer atividade física em casa já era uma realidade para muitas pessoas mesmo antes de tudo isso acontecer. Principalmente para as pessoas que moram em grandes centros e sofrem com a falta de tempo.

    Olhando um pouco mais de perto, devemos levar em consideração o básico! Fazer exercícios em casa não significa apenas ter acesso a aplicativos, sites dedicados, lives nas redes sociais etc. Se o aluno não tem espaço, isso mesmo, para algumas pessoas, apenas ter o aplicativo, ter motivação e força de vontade não significa muita coisa... Uma vez que se não houver espaço disponível para treinar, a experiência cai por água abaixo. E é aí que a academia entra e será cada vez mais insubstituível.

    Um estudo recente da Barclays (Barclays é um banco Britânico multinacional com sede em Londres. É um banco universal com operações em varejo, atacado, investimentos, gerenciamento de investimentos, crédito hipotecário e cartões de crédito. Têm suas operações em mais de 50 países e mais de 48 milhões de clientes) afirma:

    Fazer exercício físico em casa se tornou um hábito e parte do dia a dia na quarentena, mas a decisão do aluno em cancelar a mensalidades, pode demorar um pouco mais, afirma o estudo.

    Esta pesquisa com alunos de academias do Reino Unido constatou que no início da pandemia 14% dos alunos, que estavam matriculados em uma academia, planejavam cancelar definitivamente seus planos e não voltar. Após algumas semanas treinando em casa, a pesquisa mostrou outro dado: 35% deles mudaram de ideia em relação a continuarem fazendo exercícios em casa e agora pretendem voltar a treinar.


    O que isso significa?

    • Que 14% dos alunos entrevistados no início da pandemia planejavam cancelar planos
    • E 35% deles mudaram a intenção em relação a praticar apenas exercícios online / em casa e pretendem voltar a treinar em uma academia
    • A maioria dos alunos entrevistados que pretendem não voltar mais para a academia são da geração dos Millennials / Geração Z

    Mas qual o ponto então?
    Após tudo isso, ao analisar o poder das aulas ao vivo e a conexão que as aulas virtuais e On Demand criam em sua academia é cada vez mais óbvio que seu negócio precisa estar ainda mais presente na vida dos alunos e oferecer uma solução integrada. Não basta apenas ter um mega aplicativo ou aulas incríveis na academia – é preciso ter os dois.

    Oferecer ao aluno, a possibilidade de treinar onde quiser, a hora que quiser, da forma que ele preferir. Sendo através de um aplicativo onde ele poderá treinar em casa, no parque ou até mesmo dentro da própria academia.... Sendo por meio de aulas virtuais oferecidas em horários fora de pico e claro as aulas ao vivo que devem evoluir cada vez mais em torno da experiência do cliente (mas isso é assunto para outro artigo)


    Hoje, sem sombra de dúvidas, uma academia deverá:

    1. Oferecer aulas ao vivo, ou seja, na academia, com uma alta dedicação a ser uma experiência ainda mais elevada – professor e ambiente
    2. Oferecer aulas virtuais que complementem as aulas ao vivo na academia possibilitando mais opções de aulas, gêneros e horários
    3. Oferecer aulas On demand onde o aluno poderá acessar onde quiser a hora que quiser

    Resumindo:
    1. O virtual e o On Demand COMPLEMENTAM As aulas live (ao vivo) e nunca, eu disse nunca substituirão as aulas presenciais
    2. Aulas streaming, pelas redes sociais, nas quais o professor não vê o aluno NÃO GERAM EMPATIA, no entanto, ajudam a manter um ponto de contato com os clientes.
    3. Aulas dadas em plataformas fechadas como o Zoom, Google e outros, são as mais RECOMENDADAS para criar conexão.
    4. As aulas ao vivo precisarão passar por uma repaginada pois serão como “voar na primeira classe” na escala de experiência do seu negócio.

    Está comprovado:
    As academias que estão conseguindo "vencer" no digital (conseguem manter até 80% de seus alunos ativos) são justamente academias que estão oferecendo o digital como complementar e não como substituto.

    A pesquisa:
    A pesquisa solicitada pela Barclays foi conduzida pela empresa de pesquisa YouGov e foi realizada com 2.075 consumidores no Reino Unido, dos quais 16% eram alunos de academia. A pesquisa também revelou que pessoas com maior probabilidade de cancelar planos tinham entre 18 e 34 anos de idade. Esse é um risco potencial para academias de baixo custo, como a The Gym e Basic-Fit, que dependem de um grande número de membros mais jovens, disse Barclays. Acesse aqui a reportagem no jornal the guardian



    Autor do Artigo:
    Luis Barboza

    Especialista em atrair e reter alunos, transformar negócios, dedicado e estudioso para ajudar gestores a realizarem a transição para o novo mercado por meio de como a diferenciação pode ajudar a indústria fitness.

    Professor de educação física desde 1999 tem como missão levar a atividade coletiva por onde passa, palestrante Les Mills a mais de 10 anos, criador de conteúdo e cursos, treinador e desenvolvedor de apresentadores GFM, palestras e seminários.

    Instagram: @luisbarboza_lm
    LinkedIn: https://www.linkedin.com/in/luis-barboza-lesmills/