Carregando...

0 Localizações encontrados perto de você

    Encontre uma aula

    Não podemos ver nenhum resultado para essa pesquisa. Dica: tente usar o nome da cidade mais próxima.

    Todas as Aulas
    Voltar para o mapa

    Nenhum resultado

    Não podemos ver nenhum resultado para essa pesquisa. Dica: tente usar o nome da cidade mais próxima.

    Atração & Retenção

    O fitness digital impedirá que os clientes das academias retornem em 2021?

    A explosão de soluções digitais em 2020 transformou rapidamente o panorama do fitness. Com uma vacina COVID à vista, como se sairão as academias em 2021? E o que elas podem fazer para trazer rapidamente os clientes de volta seu negócio presencialmente?

    Jak Phillips

    Se a necessidade é a mãe da invenção, então é justo dizer que com o impacto devastador nas academias por conta da COVID-19, as ofertas digitais chegaram para marcar presença.

    Os gestores responderam com agilidade impressionante, configurando soluções de treino digital em questão de semanas para manter seus clientes ativos e engajados. Com o ClubIntel relatando que 72% das redes globais agora oferecem exercícios on demand e transmissão ao vivo para os clientes (de apenas 25% em 2019), a indústria claramente fez um progresso substancial em um curto espaço de tempo.

    De uma forma estranha, a pandemia fez um favor as academias, ao forçar uma mudança que eles teriam que fazer de qualquer maneira. Os consumidores de hoje exigem uma experiência de fitness perfeitamente conectada, que se adapte ao seu estilo de vida e permita que se exercitem do seu próprio jeito. 85% de todos os clientes de academias já faziam exercícios em casa antes da COVID (Qualtrix, 2019), ilustrando a importância de atender a todos os tipos de experiências de fitness se uma academia deseja inspirar a lealdade entre os clientes modernos.

    Com gigantes da tecnologia como Apple, Amazon e Facebook apostando alto em soluções de fitness, as expectativas dos consumidores evoluirão tão rapidamente quanto os aplicativos de fitness cada vez mais sofisticados e versáteis. Como resultado, os negócios terão que inovar constantemente para se manterem competitivos e relevantes para seus usuários. De uma perspectiva de treino em grupo, isso significa oferecer uma experiência totalmente integrada ao vivo, virtual e sob demanda, cobrindo todos os aspectos da jornada de condicionamento físico de um cliente.

    Então, o que acontece a seguir? Em 2021 e uma vacina à vista, vamos finalmente voltar ao 'normal' que todos ansiamos? E os clientes voltarão as suas academias agora que se acostumaram com o mundo dos treinos digitais?

    A maioria dos clientes ainda ama sua academia

    Apesar das proclamações da mídia de que o boom do fitness doméstico inspirado na COVID significaria o fim das academias físicas, a percepção mais encorajadora é que a maioria dos clientes mal pode esperar para voltar.

    Um relatório da IHRSA de outubro de 2020 descobriu que 95% dos clientes perdem pelo menos um aspecto de sua academia e mais da metade está insatisfeita com suas rotinas de condicionamento físico. Dos mercados que estão fora de medidas de isolamento, gestores de academias na China, Japão, Nova Zelândia e Emirados Árabes Unidos relataram ter atingido mais de 95% dos níveis de atendimento pré-COVID nos últimos meses.

    “Desde a reabertura de nossos sites em junho e julho, vimos uma grande corrida de clientes ansiosos para voltar a academia e estamos praticamente de volta aos níveis de frequência pré-COVID”, disse Ant Martland, cofundador e marketing Diretor da rede de rápido crescimento dos Emirados Árabes Unidos GymNation.

    Tendo ficado trancadas e isoladas por tanto tempo, as pessoas mal podem esperar para voltar para a emoção de uma aula agitada ao vivo e nós temos clientes na fila, na porta do estúdio duas horas antes para garantir uma vaga.”

    Em outro relatório recente do ClubIntel - que pesquisou 2.000 clientes de academias de todos os Estados Unidos - concluiu que a maioria dos gestores pode esperar que seus níveis de matrícula pós-COVID variem de 65% a 84%, nos primeiros meses após a reabertura, com uma faixa de 75% a 80% mais provável.

    Enquanto isso, na Europa, nove em cada dez clientes pretendem retornar às academias e centros de lazer do Reino Unido, de acordo com o Relatório de Impacto COVID-19 da ukactive e 4global. Usando um modelo baseado em milhões de visitas de clientes, combinado com várias pesquisas de mercado e consumidores, o relatório descobriu que 88% dos clientes da academia usariam a mesma quantidade, ou mais do que antes, uma vez que fosse reaberta.

    O digital está impulsionando o crescimento dos negócios

    Muitos observadores da indústria expressaram temores de que o fitness digital canibalize a matrícula em academias, mas os números não confirmam isso. À medida que a revolução do fitness digital ganhou força nos últimos anos, as taxas de adesão às academias e de penetração continuaram a aumentar. A Europa - um mercado que foi um dos primeiros a adotar o fitness digital - testemunhou um crescimento de 66% dos clientes de 2009-2019.

    Com cerca de 375.000 aplicativos de fitness existentes, as evidências sugerem que o fitness digital está trazendo mais pessoas para o mundo dos exercícios. Ao levar a experiência da academia para as casas das pessoas, os gestores têm a chance de alcançar uma grande parcela da população que normalmente não visitaria uma academia e ajudá-los a iniciar sua jornada de atividade física. Soluções digitais independentes, como transmissão ao vivo e on demand, podem ser uma ótima maneira para os negócios ganharem novos fãs online, criar afinidade com a marca e, eventualmente, convertê-los em clientes plenos da academia.

    Já uma pesquisa de novembro de 2020 com 9.000 usuários do LES MILLS On Demand descobriu que 63% dos não-membros da academia estão interessados ​​em experimentar aulas ao vivo da Les Mills em uma academia.

    Isso ressalta que as academias que aproveitaram a mistura de treinos via transmissão ao vivo e sob demanda para alcançar uma transformação digital, como a Forsyth Country Club nos EUA, podem ter recordes de matrículas muito em breve.

    Uma experiência de academia totalmente conectada

    O surgimento de ofertas de fitness digital de alta potência de empresas como a Apple e o Google certamente não vai tornar a vida mais fácil para os gestores, mas com cada novo desafio para as academias vem uma nova oportunidade. As academias podem não ter o poder financeiro ou o poder da marca das grandes empresas de tecnologia, mas eles têm ativos que as Big Tech ainda não conseguem igualar: Comunidades altamente engajadas, centradas em conexões humanas autênticas e experiências ao vivo.

    O digital é agora, sem dúvida, um pilar fundamental do sucesso do seu negócio, mas é a combinação disso com experiências de treino ao vivo que dá as academias uma vantagem sobre os produtos de fitness exclusivamente digitais. A parte crucial é fornecer conteúdo de condicionamento físico sob demanda de alta qualidade e aulas de transmissão ao vivo que sejam motivadoras, divertidas e voltadas para resultados. Afinal, o YouTube está repleto de conteúdo de fitness gratuito, então a oferta da sua academia precisa ser de nível mundial para manter o público voltando e pagando por seu serviços.

    As academias que podem fornecer soluções digitais de alto nível para os clientes colherão recompensas em termos de retenção. Uma pesquisa de novembro de 2020 com 9.000 usuários do LES MILLS On Demand descobriu que 92% dos usuários que se inscrevem na plataforma por meio de sua academia se sentem extremamente positivos (70%) ou moderadamente positivos (22%) sobre sua facilidade em fornecer essa solução.

    A realidade para a maioria das academias”, diz Keith Burnet, CEO da Les Mills Global Markets, “é que será muito difícil vencer a melhor experiência de boutique do mundo ou criar um produto de tecnologia que rivalize com a Apple ou o Google. Mas oferecer uma experiência de fitness conectada, que combina o melhor dos dois mundos agora é uma meta viável a se almejar."

    Assim como os supermercados, os consumidores querem um balcão único para suas necessidades de fitness, então as academias devem oferecer uma solução atraente que combina a motivação e a conexão social de experiências de fitness ao vivo com a conveniência dos treinos digitais em casa. Fornecer uma solução de fitness conectada que nem a Apple, nem as melhores boutiques podem igualar coloca sua academia em uma posição forte para manter os clientes atuais - e atrair novos - apoiando-os para se exercitarem da maneira que quiserem."

    Trazendo os clientes de volta

    Depois de meses de isolamento para grande parte da população mundial, as academias estão em uma posição ideal para atender ao anseio pela comunidade que todos nós experimentamos durante o isolamento social. Cada academias tem praticantes apaixonados, mas nem todos voltarão imediatamente, por isso é importante ser proativo nos canais de comunicação do seu negócio, destacando que as pessoas estão de volta e enfatizando a mensagem de que é bom treinar na academia novamente. As pessoas estão presas há muito tempo e foram ensinadas a temer o contato social, portanto, garantir aos clientes de que é seguro voltar, também deve ser o foco.

    Em mercados que se recuperaram rapidamente, como a China, gestores de academias como a Pure Fitness estabeleceram planos de recuperação projetados para reativar seus clientes, trazer de volta aqueles que cancelaram na sequência da COVID-19 e também atrair novas pessoas. Muitas de suas campanhas para atrair novos clientes buscavam incentiva-los a trazerem seus cônjuges ou familiares à academia com eles. Descontos antecipados para as pessoas ingressarem na academia nas primeiras quatro a seis semanas após a reabertura também são comuns.

    E embora tanto tenha mudado, alguns princípios permanecem os mesmos. É o nosso pessoal que leva os clientes a se matricularem as academias em primeiro lugar, e é o nosso pessoal que será a chave para trazê-los de volta quando for hora. Assim como o impacto operacional que sua equipe pode causar para colocar a academia em funcionamento, considere a significativa contribuição emocional que eles podem fazer para ajudar os clientes a se sentirem seguros novamente.

    Os instrutores prendem o coração dos clientes mais do que qualquer outra pessoa na academia e isso é necessário agora mais do que nunca”, acrescenta Carrie Kepple, presidente interina do IHRSA e médica do Styles Studios Fitness em Illinois.

    Esses instrutores costumam ser do tipo que voltam imediatamente e fazem o que for preciso para que os clientes se sintam bem novamente. É provável que tenham muitos relacionamentos existentes com clientes e também é importante garantir que façam um esforço real para se conectar e se envolver com clientes que eles não conhecem.

    Oportunidades chegam para os corajosos

    Em mercados de todo o mundo, as academias que tiveram melhor desempenho durante a pandemia foram proativos e adotaram uma mentalidade ágil para superar cada desafio. Os negócios que optaram por superar a COVID e esperar que a vida volte ao normal podem descobrir que as regras antigas não se aplicam mais. Os mais ágeis dobrarão no digital, adotando a mentalidade de que sua academia agora está sempre aberta e cada pessoa na internet é um cliente potencial. Os vencedores finais serão as academias que definirem a estratégia online para offline a fim de garantir que tenham ambas as bases cobertas, enquanto se adaptam rapidamente aos desafios emergentes.

    O fechamento temporário das academias devido a COVID-19 persuadiu muitos gestores a adaptarem sua abordagem aos negócios. Por exemplo, oferecer conteúdo de condicionamento físico virtual que os clientes podem ver em casa”, observam os co-fundadores do ClubIntel Stephen Tharrett e Mark Williamson em seu recente relatório COVID-19.

    Não são os encerramentos que falam do alvorecer de uma nova era. Em vez disso, é assim que a indústria de academias emerge desse casulo COVID-19 que marcará o início de uma nova era."

    O início desta nova era para a indústria de fitness será definido pela capacidade dos gestores de repensar seu modelo de negócios e proposta de valor.

    READY TO DOUBLE DOWN ON DIGITAL FITNESS?

    We’ve worked closely with leading clubs around the world to develop a suite of new digital solutions to help future-proof clubs by expanding their reach in the booming online fitness space.

    GET FIT FOR THE FUTURE